Comitê do Alto Jaguaribe capacita membros e define pautas de gestão

28/08/2019 # # # #

Membros do Comitê de Bacia Hidrográfica do Alto Jaguaribe receberam uma série de informações acerca do sistema de abastecimento do município de Iguatu e do potencial hídrico subterrâneo da região. O colegiado, formado por usuários de água, instituições da sociedade civil e representantes do poder público estadual conheceram, nos últimos dias 21 e 22 de agosto, os detalhes do chamado Aquífero Julião, com momento que contou com visitas às obras de instalação dos poços do Sistema Autonomo de Abastecimento (SAAE) de Iguatu na localidade

Representantes da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) e do SAAE local conduziram a capacitação. O gerente regional da Cogerh, Anatarino Torres, apresentou ao colegiado as ações realizadas pela Companhia para continuar garantindo o abastecimento da cidade de Iguatu. Este ano, a bacia registrou baixos aportes e marca hoje apenas 8% de volume acumulado, dificultando a gestão de demandas para o abastecimento de Iguatu.

A capacitação é parte das atividades de gestão do Comitê de BAcia Hidrográfia do Alto Jaguaribe, que possuiu também funções consultivas e deliberativas, com atuação na bacia ou sub-bacia hidrográfica.

63° Reunião Ordinária

Durante reunião ordinária ocorrida na última quarta-feira (21), o Comitê reuniu-se para planejar atividades de gestão. O orçamento para 2019 e o Cadastro Ambiental Rural (CAR) do açude Orós foram pauta do encontro, com informações apresentadas pelo diretor de planejamento da Cogerh, Paulo Pinho. A Cogerh presta apoio financeiro aos Comitês de Bacias, conforme prevê a legislação dos recursos hídricos em vigor no Brasil.

O grupo também decidiu, por aclamação, o nome do homenageado para a entrega da Comenda Zaranza, evento do órum Cearense de Comitês de Bacias Hidrográficas.O nome escolhido foi Joaquim Feitosa, geólogo e ex-presidente do CSBH – Alto Jaguaribe.