Agenda Ambiental: Ações sustentáveis se intensificam dentro da Cogerh

04/11/2019

A Coleta Seletiva Solidária, um dos eixos de atuação da A3P, já destinou 561 kg de materiais recicláveis para Associação de Catadores e Catadoras Raio de Sol

Material coletado durante primeiro mês de coleta seletiva solidária

Desde que a Cogerh adotou a Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P), ações com o objetivo de preservar o meio ambiente e garantir ética social tornaram-se rotina. O comprometimento socioambiental, formalizado após a criação de Assessoria ligada ao tema, mostra o viés de gestão responsável dos recursos naturais adotado pela Cogerh e garante um equilíbrio entre o desenvolvimento das atividades da Companhia e o cultivo de práticas sustentáveis, começando dentro da própria empresa.

Impulsionado pela A3P, uma das ações adotadas recentemente pela Cogerh é a coleta seletiva solidária, que entrega os resíduos recicláveis produzidos dentro do ambiente corporativo à cooperativas de catadores e catadoras. Por meio de termo de compromisso firmado há pouco mais de um mês com a associação de catadores Raio de Sol, a Cogerh já iniciou o trabalho de coleta seletiva interna dos materiais recicláveis, destinando os resíduos à instituição parceira.

Cerca de 560 Kg de material reciclável já foram destinados à Associação de Catadores Raio de Sol neste início de Campanha. Duas vezes por mês o material será recolhido, segundo contrato firmado entre as partes. Papel, papelão, copos descartáveis, garrafas de plástico, metais diversos, são exemplos de materiais destinados a reutilização. Para contribuir é preciso ficar atento aos coletores de rejeitos, que estão localizados em alguns pontos da sede da Companhia: ao lado do auditório e no refeitório. Neste último, são duas lixeiras: uma para resíduo seco (passível de reciclagem) e outro para resíduos orgânicos. “É preciso ter atenção, todavia, a separação correta dos materiais. Por exemplo, um copo de café, usado, com resíduos de café, já não poder ser destinado à reciclagem. Neste caso, o copo deve ser colocado junto com os resíduos orgânicos”, observa Ana Araújo, assessora socioambiental da Companhia.

Para acompanhar e fiscalizar a prática sustentável, além de garantir a separação adequada dos materiais, foi montada uma Comissão Setorial da Coleta Seletiva. Formada por colaboradores de áreas multidisciplinares, a comitiva tem o dever de entender e propagar as práticas de reaproveitamento dos resíduos. São funcionários gerência de suprimentos e patrimônio, além de colaboradores dos setores de recursos humanos e outorga e fiscalização, sob orientação da Assessoria Socioambiental.

Comissão Setorial da A3P