Página Inicial Imprensa Noticias Instalação da adutora de Santa Cruz do Banabuiú segue em ritmo acelerado

Instalação da adutora de Santa Cruz do Banabuiú segue em ritmo acelerado

Avalie este item
(0 votos)


Investimento de R$ 725 mil garantirá água tratada a cerca de três mil pessoas que residem no distrito; região é uma das mais castigadas pela estiagem no Estado

As obras de construção da adutora de Santa Cruz do Banabuiú, no município de Pedra Branca, seguem em ritmo acelerado. Mais de 25% da tubulação já foram assentados (900m, dos 3,5 km de extensão). A adutora é mais uma ação do Governo do Ceará, por meio da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), para mitigar os efeitos da seca numa das regiões mais castigadas do Estado. Estão sendo investidos R$ 725 mil.

Com 3,2 km de extensão, o esquema adutor proposto para Santa Cruz do Banabuiú captará água de três poços construídos pela Superintendência de Obras Hidráulicas (Sohidra) na região de Sítios Grossos. A água será transportada até a Estação de Tratamento (ETA) de Santa Cruz do Banabuiú, de onde sai para abastecer os cerca de três mil maradores da localidade. O diâmetro da estrutura é de 100 milímetros.

“Os três poços construídos pela Sohidra possuem (juntos) uma vazão de aproximadamente 5,7 l/s (cerca de 20 mil litros por hora), o suficiente para abastecer toda a comunidade”, detalha o engenheiro da Cogerh, Antônio Carlos Bortolin. Atualmente, Santa Cruz do Banabuiú é atendida por carros-pipa e chafarizes. “A Cogerh está trabalhando para que a água chegue ao distrito, bem como a outras comunidades de outras regiões do estado”, destaca João Lúcio Farias, presidente da Cogerh. A previsão é de que a obra fique pronta 90 dias após a assinatura da Ordem de Serviço, que aconteceu no último dia 13 de dezembro.

Praça Mineirolândia


Mineirolândia

Outras duas mil famílias de Pedra Branca devem receber água nas torneiras a partir desta sexta-feira (12/01). São os moradores de Mineirolândia, outro distrito de Pedra Branca beneficiado com adutora construída pela Cogerh. A obra, que é executada em parceria com a Prefeitura do município, interligará uma bateria de poços construída pela Superintendência de Obras Hidráulicas (Sohidra), localizada no Sítio Volta, à rede de distribuição do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE).

Serão instalados 700 metros de tubulações de 100, 90 e 75 milímetros. O sistema, apesar de emergencial, ficará como legado da seca para a comunidade. Será um sistema redundante, funcionando como segunda opção de abastecimento, o que aumenta a garantia hídrica naquela localidade.

Ler 258 vezes Última modificação em Sexta, 12 Janeiro 2018 09:37