Entidade monitora a situação de enchente e promove ações sociais para auxiliar a população atingida; 2,5 toneladas de alimentos estão sendo distribuídas

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Acaraú tem desenvolvido uma série de ações para prestar assistência aos moradores de Hidrolândia, no Norte do Ceará. Após forte chuva atingir o município na última semana, uma enchente provocada pelo aumento do Rio Batoque fez com que mais de 300 famílias tivessem que ser realocadas. Com o apoio da Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh) em Sobral e de instituições parceiras do Comitê, já foram arrecadadas mais de 2 toneladas e meia de alimentos, com um repasse feito no último sábado (28). Um nova entrega de donativos está marcada para a próxima sexta, 3, desta vez, incluindo móveis e outros produtos.

Desde o dia 24, antes da cheia do Rio Batoque, o Comitê fazia um trabalho de alertar a população acerca da possibilidade de alagamentos. O CBH articulou-se com a Defesa Civil, a Autarquia Municipal do Meio Ambiente, o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, a Secretaria de Infraestrutura e paróquias da região para prestar algum tipo de assistência aos desabrigados ou desalojados. Este trabalho inicial ocorreu no sentido de prevenção para uma situação de enchente, tendo como prioridade absoluta a proteção de vidas.

“Considero esse apoio como essencial para as populações ribeirinhas”, pontua o presidente do CBH Acaraú, José Maria Gomes. Para ele, é um dever ajudar essas pessoas visto que “perderam quase tudo, desde seus pertences até sua produção agrícola e seus animais”. De forma a minimizar os efeitos do incidente, um trabalho de assistência social tem sido promovido com o auxílio de diversos parceiros.

Dentre os materiais repassados estão 2,537 toneladas de alimentos, 6.968 peças de roupa e 218 itens de higiene e limpeza, além de móveis, eletrodomésticos, utensílios de cozinha e brinquedos. Os resultados são frutos de esforços de uma “corrente do bem” que envolve a Diocese de Sobral, o Sesc Mesa Brasil, a organização Cáritas e agricultores representantes do segmento de usuários do Comitê da Bacia do Acaraú, que, segundo José Maria, só na última semana doaram mais de 100 caixas de frutas e verduras. No mesmo período, a ONG de assistência social Rede Conectar ainda realizou a doação de 3 toneladas de alimentos, totalizando cerca de 6 toneladas direcionadas à população de Hidrolândia.

Além destas ações, o CBH Acaraú decidiu, após reunião com a Cogerh e a Comissão de Operação do Vale do Acaraú, emitir diariamente dois boletins que apresentam a situação da bacia e trazem dados técnicos com clareza e objetividade. Os documentos estão disponíveis no portal do Comitê.

Coronavírus

O grupo também está se articulando com o Ministério Público Federal, o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) e as prefeituras para reforçar a recomendação de que as pessoas evitem aglomerações nas margens de rios e no entorno de açudes neste momento, e que também não tomem banho ou pulem nas barragens. “Somos guiados por um princípio de sempre informar a comunidade sobre a real situação da bacia, sobre o nível e os aportes dos açudes, prezando pela informação clara, segura, qualificada e transparente”, finaliza o presidente.

Compartilhe: