Instituições-membro do Comitê também foram empossadas

A Secretaria dos Recursos Hídricos (SRH) e a Cogerh deram posse a cinquenta instituições-membro do Comitê da Bacia Hidrográfica do Curu. O momento também foi para eleger a diretoria da entidade, cujo mandato será de dois anos. O evento foi realizado na manha da última quarta-feira (19), no Auditório da Câmara Municipal de Pentecoste.

Após a cerimônia de posse, o colegiado elegeu a nova diretoria. Inscrita em chapa única e denominada “Avança Curu” a nova diretoria foi eleita com total de quarenta e dois votos. A composição da diretoria ficou assim definida: Presidente: Daniel Pessoa Gomes da Silva, representando a Prefeitura Municipal de Pentecoste; Vice Presidente: José Severino Filho, representando segmento de usuários através da Associação dos Usuários do Distrito de Irrigação do Perímetro Irrigado Curu Pentecoste; Secretário Geral: Elisângela Castro da Silva, representando a Prefeitura Municipal de Apuiarés e o Secretário Adjunto: Francisco Ferreira Pinto (Sérgio da APRENAC), representado a sociedade civil pela Associação de Preservação da Natureza e Cultura Popular do Sertão Central.

O pronunciamento feito pela nova diretoria, através do presidente Daniel Gomes, ratificou o compromisso de avançar, com o intuito de desenvolver o Vale do Curu e atender aos encaminhamentos feitos em plenário. Reconhecendo os avanços conquistados pelos municípios da Bacia, Gomes fez uma reflexão sobre o papel do Comitê. “Enquanto indutor no processo de gestão dos recursos hídricos, o colegiado tem feito ótimas conquistas, no que diz respeito a política estadual de gestão dos recursos hídricos”, observou.

Saiba mais: Bacia do Curu

A Bacia Hidrográfica do Curu é composta por 15 municípios, abrange uma área de 8.750,75km2, representando 6% do território cearense. Além do consumo para o abastecimento humano e animal nos municípios da Bacia, os importantes usuários de água existente, como a Ypioca é também os dois grandes perímetros irrigados, Curu Pentecoste e o Curu Paraipaba. Estes, demandam um volume considerado de água que faz da Bacia um dos principais produtores de coco no estado.

 

 

Compartilhe: