Os membros foram apresentados ao protocolo sanitário institucional Covid-19 da Cogerh e discutiram sobre outros temas

O Comitê da Sub-bacia Hidrográfica do Baixo Jaguaribe realizou sua 69° Reunião Ordinária, de forma virtual. Na oportunidade, foram abordados a aplicação dos recursos do Programa Procomitês, o resultado da enquete sobre a Vacinação Covid-19, a situação da operação 2021.2 no Baixo Jaguaribe, campanhas de fiscalização ao longo do rio Jaguaribe no trecho perenizado pelo Açude Castanhão e as expectativas sobre a retomada da transferência das águas do São Francisco.

Situação da Operação 2021.2

Em setembro, a Comissão Gestora do Açude Santo Antônio de Russas, braço do Comitê do Baixo Jaguaribe, havia definido em sua Reunião de Alocação Negociada da água a vazão média a ser operada pelo reservatório até 31 de janeiro de 2022.

Durante a Reunião Ordinária, foi confirmado que a vazão média de 6 l/s está sendo cumprida. Atualmente, o Açude, único da Sub-bacia, está com 5,28 hm³ de volume, o equivalente a 22% de sua capacidade.

Procomitês

De acordo com a Sra. Inês Prata, da Secretaria dos Recursos Hídricos (SRH), o colegiado não apresenta pendências no tocante ao Programa Procomitês junto a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA).

Atividades presenciais

Sobre a enquete da vacinação para a Covid-19 dos membros do colegiado, no tocante à volta das atividades presenciais, demostrou-se que, neste momento, o colegiado em sua maioria não é favorável ao retorno, segundo o relatório apresentado pelo Sr. Cleilson Almeida AGRH Cogerh/Limoeiro do Norte

Aridiano Belk, presidente do colegiado, sugeriu como encaminhamento a realização de uma nova enquete no mês de novembro do corrente ano. Ele acredita no retorno das reuniões de forma híbrida, tendo como teste a última reunião do Fórum Cearense de Comitês de Bacias, realizada em setembro.

Águas do São Francisco

Ricardo Vasconcelos, assistente da Diretoria de Operações da Cogerh, informou que o bombeamento de água do PISF via Eixo Norte está em pleno funcionamento, ocorrendo o enchimento da barragem de Jati e acredita que uma próxima liberação de água para o Castanhão ocorra durante o período chuvoso de 2022.

A Cogerh/Limoeiro do Norte ainda esteve representada pelo gerente regional Hermilson Barros, pelo coordenador do núcleo de gestão, Leandro Nogueira, pelo coordenador do núcleo técnico, Almeida Chaves, Aroldo Vidal, da AGRH, Lauro Filho da TGRH, Emília Régis e Ley Oliveira do apoio do núcleo de gestão e por Caroline Rocha, estagiária de comunicação. O colegiado teve 92% de participação no encontro.

Compartilhe: