Documento faz parte do Plano de Recursos Hídricos das Regiões Hidrográficas do Ceará, iniciativa essencial para implementar a Política Estadual de Recursos Hídricos

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Curu aprovou durante a sua 30ª Reunião Extraordinária o documento que contempla o diagnóstico de recursos hídricos da Região Hidrográfica do Curu.

O diagnóstico aborda o cenário hídrico da região, a caracterização da bacia, os aspectos climatológicos, dentre outros temas naturais e sociais. A publicação representa a primeira etapa do processo de construção do Plano de Recursos Hídricos do Ceará na região do Curu.

Veja aqui o documento CURU DIAGNÓSTICO FINAL_

Os planos têm o objetivo de buscar estratégias que proporcionem a melhoria da segurança hídrica e a minimização da ocorrência de conflitos pelo uso dos recursos hídricos, levando em conta os aspectos naturais e cenários de cada bacia. A apresentação do documento da Região do Curu foi realizada pela Professora da UFC e integrante do grupo de trabalho, Samíria Silva, que explicou todos os pontos abordados, bem como as alterações realizadas após as contribuições da Câmara Técnica.

Além da Bacia do Curu, outras regiões estão em processo de construção de seus planos. É o caso das Bacias dos Sertões de Crateús e da Ibiapaba.

Confira: Cogerh promove Audiência Pública para elaboração do Plano de Recursos Hídricos da Serra da Ibiapaba

O segundo momento do encontro foi destinado às contribuições e aprovação do documento pelos membros da Plenária. Participam da elaboração e atualização dos planos de recursos hídricos, a UFC, por meio de Termo de Cooperação Técnico-Científica firmada em agosto de 2019, e a Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap), por meio do Programa Cientista-Chefe, liderado pelo Professor da UFC, Francisco de Assis Filho.

Operação nos reservatórios da Bacia do Curu

O Analista do Núcleo de Operação, Raimundo Laranjeira, também apresentou as estratégias e procedimentos para a operação dos açudes do Vale e os isolados, da Bacia do Curu, para o segundo semestre de 2021. As vazões já haviam sido aprovadas pela plenária em reunião anterior, sendo esse momento apenas para aprovação da nota técnica com as regras da operação.

Cerca de 60 participantes estiveram presentes na reunião. Desses, 37 eram de instituições membros do Comitê do Curu. A Cogerh esteve representada por Elano Joca (Diretor de Planejamento) e Ubirajara Patrício (GEPLAN). A Gerência da Cogerh de Pentecoste esteve representada por Arimatéa Paiva (gerente regional), Isabel Amaral (coordenadora de gestão), Cláudia Alves (assistente administrativo) Heleni Viana (técnica), e Selmária Sousa (estagiária). Teobaldo Marques (representante dos comitês no Conselho Administrativo da Cogerh.

Compartilhe: