Alto Jaguaribe: Comissão Gestora do Açude Faé discute situação do reservatório

30/10/2019

Região têm sido reforçada por bateria de poços

Membros da Comissão Gestora do açude Faé, no município de Quixelô, acompanharam informações sobre a situação do reservatório durante encontro ocorrido no ultimo dia 24 de outubro, na Câmara Municipal da cidade. O grupo discutiu os efeitos dos anos seguidos de baixos aportes hídricos na região centro-sul cearense.

Na ocasião, técnicos da Cogerh apresentaram dados técnicos do açude Faé, que se encontra seco. Durante os anos de 2008 a 2011 o açude atingiu o volume máximo, entretanto, a partir de 2016 o manancial não obteve mais recarga satisfatória e esvaziou. Para atender a demanda de abastecimento humano de Quixelô, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Recursos Hídricos e da Superintendência de Obras Hidráulicas (Sohidra), no período de 2016 a 2019, realizou estudos e perfuração de um total de 57 poços.

Desses, 43 deram vazão, 14 estavam secos e 19 foram instalados. Dos 19 poços instalados, 03 estão na comunidade Botão tendo como objetivo a segurança hídrica da sede de Quixelô. Os demais objetivam o atendimento de comunidades rurais, além da instalação de chafarizes nas comunidades Canafístula e Mata Fresca.

A reunião contou com a participação de 13 pessoas e foi conduzida por técnicos da unidade regional da Cogerh de Iguatu.