Definida alocação de água do Açude Santo Antônio de Russas

22/07/2019 # # #

O fim da quadra chuvosa trouxe aporte considerável para açude, registrando hoje um acumulado de 92,67% em relação a capacidade total de armazenamento

Com o fim da quadra chuvosa, colegiados dos Comitês de Bacia Hidrográfica e das Comissões Gestoras de açudes isolados seguem realizando a aprovação da operação que define a distribuição de água dos reservatórios para o segundo semestre de 2019.

Na última quarta-feira (17) foi a vez da Comissão Gestora do açude Santo Antônio de Russas aprovar a macrovazão do reservatório. Durante votação em plenária, o colegiado decidiu pela vazão média de 6 L/s, tendo como prioridade o abastecimento humano do distrito de Bonhu, localidade afastada da cidade de Russas. Além de Russas, o reservatório atende comunidades circunvizinhas, através de adutoras.

Realizada em parceria com a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) e o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), a alocação negociada de água do açude Santo Antônio de Russas levou em consideração informações técnicas e de simulação de esvaziamento  apresentadas pela Cogerh. O fim da quadra chuvosa trouxe aporte considerável para açude, registrando hoje um acumulado de 92,67% em relação a capacidade total de armazenamento.

A definição da operação do açude Santo Antônio de Russas teve a participação do Comitê do Baixo Jaguaribe, da Comissão Gestora do reservatório e de  representantes dos municípios de Russas e Palhano, além de sociedade civil e usuários.