Comitê do Baixo Jaguaribe discute operação em reservatórios da região

19/06/2018

Cenários de Alocação de água foram discutidos; definição será durante seminário de alocação dos Vales Jaguaribe e Banabuiú

 

O Comitê da Sub-bacia Hidrográfica do Baixo Jaguaribe reuniu-se na última quinta-feira(14) para definir os parâmetros de alocação do açude Santo Antônio de Russas e discutir os cenários de alocação dos Vales do Jaguaribe e Banabuiú para o período de 2018.2

O Açude Santo Antônio de Russas, único da bacia que atualmente encontra-se com mais de 60% da capacidade, terá como parâmetro de alocação uma vazão que poderá variar de 8 a 50 L/s no segundo semestre de 2018. O valor será definido em reunião com a comissão gestora do reservatório que deverá passar por um processo de renovação ainda este ano.

Uma junta eleitoral foi formada para conduzir o processo eleitoral da diretoria do colegiado. A comitiva foi constituída pelos seguintes integrantes: Sociedade Civil: Sr. Carlos Félix (Associação Comunitária de Lagoa Escura); Usuários: Amauri Moreira (CAMARUS); Poder Público Municipal: Raimundo José (prefeitura de Limoeiro do Norte); Poder Público Estadual/Federal: Audísio Girão (DNOCS).

Já as decisões dos cenários de alocação dos Vales do Jaguaribe e Banabuiú ficará para o próximo dia 21 de junho. Na ocasião, foi apresentado também o balanço da quadra chuvosa de 2018, cujas precipitações ficaram em torno da média na bacia.

A Cogerh/Limoeiro do Norte esteve na reunião e foi representada pelo Tecnólogo em Gestão de Recursos Hídricos do núcleo Técnico, Raimundo Lauro, pelos analistas em Gestão de Recursos Hídricos, Cleilson Almeida e Humberto Azevedo, pelo Coordenador do núcleo de Gestão Leandro Nogueira e pelo apoio do Núcleo de Gestão Maria Ley. Dos membros do Comitê, 33 instituições estiveram presentes