Comitê do Baixo Jaguaribe discute situação hídrica da região

12/06/2019

O Comitê vai acompanhar os dados dos poços perfurados e instalados na Chapada do Apodi e em trecho da perenização do açude Castanhão

A Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) em conjunto com os membros do Comitê da Sub-Bacia Hidrográfica do Baixo Jaguaribe discutiu a situação hídrica da região. Os representantes do comitê também assistiram apresentação dos Planos Municipais de Saneamento Básico (PMSB) dos municípios que compõem a Bacia do Baixo Jaguaribe. Encontro ocorreu na última quinta-feira (06), em Fortim.

O representante da Secretaria de Cidades, Rômulo Cabral, apresentou os Planos Municipais de Saneamento Básico dos municípios da sub-bacia do Baixo Jaguaribe. As cidades que não implementarem o plano até o dia 31 de dezembro sofrerão sanções referentes a repasses federais.

Situação dos Reservatórios na Bacia

O destaque foi para o açude Santo Antônio de Russas, que atualmente encontra-se com 24 milhões m³, totalizando 100% da capacidade total. Segundo o gerente da Cogerh da região, Hermilson Barros, o reservatório voltou a verter após um longo período, fato que possibilitou fazer a batimetria.

O baixo nível do Castanhão também foi destaque da apresentação. Atualmente, o maior reservatório do estado marca apenas 5,45% da capacidade de acumulação total.

O Comitê vai acompanhar todos os dados dos poços perfurados e instalados na Chapada do Apodi e no trecho da perenização do açude Castanhão até Itaiçaba, após alinhamento com Cogerh. No próximo dia 19 de junho, o CSBH Baixo Jaguaribe irá se reunir para discutir os cenários hídricos que nortearão o Seminário de Alocação de Água dos Vales do Jaguaribe e Banabuiú.

Participaram do encontro 33 instituições/membros, dos segmentos sociedade civil, usuários, poder público municipal, estadual e federal e 10 convidados, além de técnicos da Cogerh.