Açudes da Região Metropolitana de Fortaleza ganharão Unidade de Conservação

05/06/2019

Com área prevista de 173 km² unidade visa proteger mananciais que fazem parte da RMF

Açude Pacoti – Foto: Ariel Gomes

Na semana em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), trabalha, em conjunto com a Secretaria do Meio Ambiente (Sema), na criação da primeira Unidade de Conservação que abrange açudes do sistema de abastecimento de água da região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

Pensado em um primeiro momento pela Cogerh, a Unidade de Conservação alia proteção dos mananciais e conservação da fauna e flora locais. “A necessidade da Unidade de Conservação veio da percepção de que esses açudes têm de ser protegidos por conta da importância para o abastecimento de Fortaleza, visto que hoje este sistema atende integralmente a capital e arredores”, explica Cláudio Gesteira, gerente das bacias Metropolitanas e membro do grupo de trabalho que acompanha a implementação do projeto.

A contribuição para a segurança hídrica da capital norteia o projeto, principalmente diante do cenário crítico de escassez hídrica que o estado ainda atravessa, com os 155 reservatórios monitorados com pouco mais de 21% da capacidade de reservação. “Queremos proteger todo o perímetro dos açudes, evitando usos irregulares e assegurando abastecimento da região”, reforça Gesteira.

Um grupo de trabalho interdisciplinar formado por Cogerh e Sema acompanham o processo de licitação da empresa que fará os estudos prévios para implementação da Unidade de Conservação. Os estudos serão divididos cinco etapas, distribuídos em fases, tais como: Plano de Mobilização Social, Levantamentos do Meio Físico, Biótico, Socioeconômico e Fundiário, Levantamento dos Impactos Ambientais e Consultas Públicas.

“Os estudos definirão uma parte importante, que é a demarcação do polígno desses três açudes. Como foram mananciais desapropriados nos anos 80, não há uma documentação exata dos limites dos açudes. Então vai ser feita toda a demarcação”, completa Gesteira.

O projeto da Unidade de Conservação contempla os três principais açudes da RMF: Pacoti, Richão e Gavião e abrangerá uma área de 173 km². A Unidade percorrerá os municípios de Pacatuba, Itaitinga, Guaiuba, Aquiraz, Horizonte e Pacajus.

RMF

Hoje, sete municípios dependem diretamente do sistema de abastecimento de água da Região Metropolitana. São eles: Fortaleza, Pacajus, Horizonte, Chorozinho, Eusébio, Maracanaú e Caucaia. É a região de maior concentração populacional do estado.

Área de estudo de criação da UC